Qual o investimento para abrir uma doceria?

Qual o investimento para abrir uma doceria?

Investimento para abrir uma doceria está sendo um assunto muito procurado ultimamente. Estamos vivendo em uma época onde as pessoas estão procurando uma forma de ganhar dinheiro devido às dificuldades financeiras, pois com a pandemia, muitas pessoas perderam o emprego.

Nesse sentido, as pessoas estão fazendo planejamento em como fazer um investimento para abrir uma doceria. Abrindo uma doceria, aumentará a renda da casa e é consequentemente garantia de qualidade de vida.

O ramo de doces é um negócio que exige dedicação, e, além disso, é um trabalho extremamente prazeroso em que muitas pessoas se dedicam até mesmo como uma forma de distração.

Se você quer saber o que é necessário para abrir uma doceria, leia esse artigo até o final.

Por que abrir uma doceria?

Com tantas opções de investimentos, muitas pessoas se perguntam o porquê de abrir uma doceria? Qual seria o investimento para abrir uma doceria? Ter um negócio próprio garantirá para as pessoas melhores condições de vida.

A crise econômica está instaurada no país e muitas pessoas precisam dar o seu jeito de ganhar um salário no final do mês para sustentar sua família. Desse modo, decidem planejar um investimento para abrir seu próprio negócio.

Além disso, começar uma doceria pode se tornar uma forma de afugentar os dissabores da vida, de sentir os aromas adocicados e perceber a magia que existe no manuseio com o açúcar.

O aroma adocicado é capaz de alegrar as manhãs e as tardes das pessoas, então porque não começar agora? É uma excelente oportunidade de iniciar um negócio que traz rentabilidade e alegria na vida das pessoas.

Saiba a origem das Doçarias ou Docerias

Conta a história que os primeiros doces já eram oferecidos como oferendas aos deuses na época de Ramsés III que eram feitos de farinha de trigo, mel, frutas e especiarias, isso conforme os hieróglifos encontrados em sua tumba.

Os historiadores ainda dizem que o açúcar foi descoberto na Índia por volta do século III e passa a substituir o mel usado pelos chineses e indianos e os árabes trazem o açúcar por volta do século X para a Europa.

Nesse sentido ainda, o cultivo da cana-de-açúcar na Ilha da Madeira se alastra por todo mundo ocidental criando as doçarias em conventos. 

As freiras responsáveis em abastecer as mesas da Corte e do Papa, onde a corte encomendava bolos para as grandes festas.

Nesse tempo, nasce então a doçaria conventual por volta do século XV e os tradicionais doces fios-de-ovos, arroz doce, rabanada, barriga -de -freira, pastel de Santa Clara e muitos outros.

Ainda se juntou aos doces de amêndoas e nozes açucaradas, doces de figo e de laranja criados pelos árabes.

Já no Brasil, muitos falam que os quindins, bom-bocado, pudins, papos-de-anjo e manjares são doces brasileiros, porém são comprovadamente de origem portuguesa.

A história conta que as sobras das gemas de ovos eram as responsáveis pelos doces maravilhosos e que as claras eram usadas para engomar os hábitos das freiras.

Conta ainda a história que as primeiras esquadras portuguesas no Brasil traziam doces para os indígenas de Porto Seguro, que eram ofertados como presentes e que a nobreza saboreava cajuadas, goiabadas feitas pelas escravas.

As escravas eram as responsáveis por fazerem doces como:

  • Bananas assadas com canela
  • Mel de engenho com farinha de mandioca ou macaxeira
  • Arroz-doce com leite-de-coco
  • Tapioca
  • Pamonha
  • Beiju
  • Cuscuz
  • Cocada
  • Pé-de-moleque com castanhas de caju
  • Canjica

Nota-se com a história que já existia certo tipo de investimento para abrir uma doceria desde a antiguidade. A história ainda diz que D. Pedro II se deliciava com doce de figo tirado do tacho.

Que Rui Barbosa se derretia por colheradas de doce de batata e que João Goulart e Jorge Amado eram verdadeiros adoradores de doce de coco.

Valor de investimento para abrir uma doceria

Se você deseja fazer um investimento para abrir uma doceria está fazendo um excelente negócio! Mas quanto será necessário para investir em uma doceria? Isso vai depender do planejamento para o início do negócio.

O tamanho do local, a quantidade de funcionários e a capacidade de produção devem ser planejados antes do investimento para abrir uma um empreendimento desta natureza.

Nesse sentido, se você abrir um negócio pequeno, com certeza os seus gastos não serão altos, pois você pode começar fazendo da sua casa o início de um grande negócio.

Agora, se você tem um planejamento de investimento para abrir uma doceria de grande porte, os gastos podem ficar entre R$30.000,00 a R$ 100.000,00. Além do investimento em dinheiro, será necessário dedicação e muita paciência.

Criatividade também fará parte essencial para ingressar no ramo dos doces, pois quando existe a inovação, são criados doces diferentes que enchem a boca das pessoas d’água!

Junto com o investimento para abrir uma doceria, um empreendedor inteligente, irá procurar fazer parcerias com lojas de vestidos de noivas e locação de trajes para festas.

Vale lembrar, que muitas pessoas abrem uma empresa com um investimento inicial bem baixo, pois começam o investimento para um negócio caseiro, não utilizando os equipamentos que seriam utilizando em uma empresa de maior porte.

Equipamentos para abrir uma doceria

No momento em que se faz o investimento para abrir uma doceria é necessário também pensar nos equipamentos que serão usados na confecção dos doces, porém o empreendedor deverá primeiro definir qual a estrutura do negócio.

Nesse sentido estarei listando alguns equipamentos que serão usados na sua doceria, porém tudo será de acordo, como dito acima, com sua estrutura. Se você começar um negócio em casa, os equipamentos listados abaixo são dispoensáveis:

  • Computador;
  • Impressora;
  • Telefone fixo;
  • Gaveteiro para dinheiro;
  • Vitrines com prateleiras e condicionamento térmico para exposição de produtos;
  • Balcão estufa com expositor, balcão refrigerado com expositor.
  • Equipamentos e utensílios para cozinha industrial: fogão, forno, geladeiras, liquidificador, processador, batedeiras, fritadeiras, panelas e afins.

Qual o custo mínimo para abrir uma empresa?

Foto de Lisa Fotios no Pexels

É necessário fazer um levantamento específico para saber quanto será gasto para abrir um CNPJ, porém no Brasil de acordo com o negócio, regime tributário, poderá ser em torno de R$1.500,00.

As pessoas que pretenderem fazer investimento para abrir sua própria doceria, geralmente, se preocupam apenas no momento em que decidem regularizá-la, porém é necessário fazer uma pesquisa prévia.

O relatório global Doing Business de 2017 diz que o valor médio para abertura de CNPJ é de R$1.518, 16, porém, não se deve basear nessa informação, pois existem diversos fatores que influenciam no custo final. 

Se for MEI (Microempreendedor Individual), é a única categoria que não tem custos para abertura, nesse sentido, para se enquadrar nessa categoria o faturamento dessa empresa deverá ser de no máximo, R$6.750 por mês ou R$81 mil ao ano.

O MEI ainda recebe a proteção do regime Simples Nacional e recebe o apoio direto do SEBRAE, instituição já conhecida por apoiar as micro e as pequenas empresas.

Nesse caso, se você começar o seu negócio como MEI será uma excelente alternativa para legalizar as atividades de quem é profissional autônomo, sem sócios e com até 1 empregado.

O microempresário deverá arcar com as despesas mensais recolhidas em taxa única através das DAS (Documento de Arrecadação do Simples Nacional) que corresponde de 2% a 5% do salário mínimo mais R$1 de ICMS (Imposto sobre circulação de Mercadorias e Serviços) para comércio e indústria; Ou R$5 de ISS (Imposto sobre Serviço e prestadores de serviços).

Qual a quantidade de funcionários é preciso para começar um negócio?

Se o investimento para abrir uma doceria for relativamente grande, o ideal é que você tenha 5 funcionários, que serão classificados em: 2 cozinheiros e 3 atendentes de balcão ou mesa.

Se for decidido esse número de funcionários, haverá necessidade de definir o horário de funcionamento da doceria e o tipo de atendimento. 

A partir disso haverá a necessidade de contratar pessoal adicional como, por exemplo, um motoboy para entrega, se for o caso.

Porém, se a doceria for iniciada em casa, e se você é quem fabrica os doces, contratar uma pessoa para ajudar na organização da louça mantendo tudo limpo é interessante e mais uma pessoa para ajudar na confecção dos doces.

O que vender em uma doceria?

Foto de ROMAN ODINTSOV no Pexels

No momento em que as pessoas pensam no investimento para abrir uma doceria ficam indecisas no que na realidade elas podem vender nesse negócio.

Porém em uma doceria pode ser vendido todo e qualquer tipo de doces e nesse caso, até o sorvete é muito bem-vindo nesse negócio, principalmente pelo fato de que no verão  o seu consumo é muito grande.

Os doces podem ser os mais variados, embora haja quem ache que só por ser uma doceria, os doces vendidos devem ser os tradicionais. Desse modo, em um estabelecimento como esse é muito comum encontrarmos:  sorvetes, caldas, bolos variados, sequilhos, pudins, tortas, e muito mais.

Veja aqui: Receita de sorvete caseiro que você pode fazer para vender

Conclusão

O investimento para abrir uma doceria pode se tornar pequeno se ao invés de começar com um negócio grande onde se exige maiores gastos, poderá começar em casa mesmo, com todos os cuidados necessários.

Além disso, para começar um negócio com doces é necessária que se tenha muita dedicação e muita calma, procurando sempre doces de qualidade e que chamem bastante atenção do público.

Se você gostou desse artigo, deixe um comentário abaixo! Um grande abraço.

1 Comentário

  1. Nelci

    janeiro 7, 2021 at 7:33 pm

    Gostei !!! Vou analisar a ideia com Carinho
    Valeu!!!-!

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *